Notícia

Laboratório da Paisagem na reunião do consórcio europeu Green Gap

Paredes de Coura acolheu a sexta reunião do consórcio europeu Green Gap, projeto europeu financiando pelo Programa Interreg Espanha-Portugal (POCTEP 2021-2017).

O Laboratório da Paisagem teve a oportunidade de apresentar o desenvolvimento dos trabalhos relacionados com o projeto de renaturalização da Ribeira da Agrela e reflorestação da Rota da Biodiversidade.

Durante a reunião foi ainda possível visitar um dos locais destinados aos projetos-piloto de Paredes de Coura, onde foram apresentadas soluções baseadas na natureza, e estratégias de implementação para a infraestrutura verde, com o intuito de melhorar as condições ecológicas do rio Coura.

A troca de conhecimentos entre parceiros é fundamental para o sucesso do Green Gap, permitindo a criação e elaboração de projetos em rede, criando novas estratégias e estudando metodologias.

O projeto Green Gap conta com o Instituto de Estudos do Território, a Universidade da Corunha, a Deputación de Ourense e o Concello de Pontevedra e Fundacíon CEER, como parceiros espanhóis, e o Laboratório da Paisagem, Município de Guimarães, Universidade do Minho, Município de Paredes de Coura, Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, Agência Portuguesa como parceiros lusos.

O consórcio propõe-se a produzir quatro documentos de planeamento (três estratégias de infraestrutura verde e um plano de ação), assim como a implementar sete projetos-piloto de Infraestrutura Verde. Dois deles terão lugar em Guimarães, nomeadamente a reflorestação da Rota da Biodiversidade, como forma de contribuir para a resiliência florestal, e a reabilitação e renaturalização de troços das ribeiras da Agrela e Febras, que abrange a união das freguesias de Briteiros São Salvador e Briteiros Santa Leocádia, e as freguesias de Caldelas e Barco.